Março 4, 2024

UNEBRASIL

Membros Afiliados

Casas EDL – Pets (Ka, Hu, Ra, Ptah)

20 min read
Compartilhe a Verdade

Os impulsos que nos levam a ser quem somos são baseados em egrégoras vivas fora de nós. Sentimentos e padrões gerados no Reino Animal e mantidos por eles. Ao aprender a manipulá-los, entramos no Reino Humano, onde passamos a estudar a lógica. Atualmente somos compelidos a viver sem conhecimento, tornando-nos novamente vítimas de pulsos corporais que já podemos entender. A lógica que nos é dada não passa de mentiras para transformar-nos em animais desenvolvidos, trabalhando para o sistema (vocês sabem quem).

Aparência – Vibração pessoal – Reino animal – Personalidades:

As características animais são momentos permanentes no giro de nossa realidade. São ângulos de perspectivas que depois somam-se e desdobram-se nos egos de humanos que desdobram-se em Deuses. Os animais são os reinos anteriores onde se auto-compreenderam e avançaram. Mantém vivas as personalidades instintivas que contemplamos como humanos. Seja a fúria do Leão/Dragão, lealdade-Lobo, doçura do golfinho e etc…
Podemos notar a presença dessas características animais não só na personalidade, como também na aparência dos indivíduos. Em nossa lógica teatral, os 7 pulsos centrais – Septa criativo, gerarão as características que chamam de Pecados e Virtudes, sempre tentando nos dominar, pois são desdobramentos do todo, contemplados de um lado, ou de outro, dependendo da autonomia do Ser; ou seja, seu Conhecimento. Sem ele, torna-se vítima destas forças naturais:

1- Foca seu ponto ou percebe a caminhada.
2- Quer ser dono do caminho ou parte dele.
3- Quer viver tudo ou viver por tudo.
4- Revolta-se com o teatro ou o organiza.
5- A vontade o controla ou lhe pertence.
6- Sofre por haver mais que sua criação ou sofre por haver menos.
7- Repousa nas perspectivas que o mantém no meio ou se faz digno delas.


A Serpente (que vive no Dragão em tempos Luciferianos) e o Leão estão nos topos extremos (alternando o centro – Tônica, e deixando as Semis em seus lugares como nas escalas de Dó Maior e La menor, trocando apenas a perspectiva geral; Lucifer – Jeová. Pois, somam os demais e posicionam-se ali. Leão e Serpente normalmente não se enfrentam. Ou Violeta ou Azul controla, pois se disputarem, se anulam, sobrando só o Vermelho que queima. (Violeta – Azul= Vermelho). Por isso quando um vai pro 7 deixa o outro no 6, gerando perspectiva para seus povos e suas cores, partes deles mesmos, que se opõem, e por isso, se revelam – gerando o movimento dos teatros da Terra e da Vida.

São o que são, e enxergam isso. Vivem para não deixarem de ser, e não para serem mais. Em Lucifer, mãe e pai se entendem. A Serpente é reta mas domina o círculo – seu abstrato, vive ali, é livre, imprevisível, mas autêntica – mágica.

Já Jeová/Leão entende o abstrato mas o posiciona como destruição, como inimigo de sua lógica. Ele precisa de seu reino claro e imposto pela sua superioridade. Não admite nenhuma mágica ou ação abstrata, fora de sua lógica e reinado, pois isso ameaça tudo o que ele mesmo é: – O controle; faz isso por Ele e pelo todo.

O lado livre, feminino e criativo dos seres é “inimigo” da segurança lógica do territorial leão. Os demais animais caracterizarão outras tendências fortes, vejam todos, deixando de lado a fúria Vermelha – 1 que Serpente e Leão dominam e os demais alcançam. Em estabilidade são:

Serpente-Sedução, Leão-Domínio, Lobo-Lealdade, Urso-Força, Golfinho-Entrega, Baleia-Retenção, Pato-Cautela, Tubarão-Agressividade, Sapo-Paciência, Peixe-Pureza, Rato-Malícia, Águia-Honra.

Os demais animais serão somas desses, sempre em triângulo; como as cores e os tons. Conforme a consciência viaja por estas tendências, se transformará em uma perspectiva mais completa e abrangente até os topos. São estes pulsos que se convertem nos “pecados” e “virtudes” que vimos, quando observados de maneira teatral e sobreposta.

 

Trecho: Livro Lucifer – Onde a Verdade é a Lei – Bob Navarro (Leia a Obra completa para maior entendimento.)


Casas EDL – Pets

A ligação entre um animal de estimação e sua/seu cuidador é frequentemente forte e profundo. Animais ressoam conosco de uma forma profunda o que poucos humanos conseguem. Isto é devido ao fato de que os animais não têm um ego, assim refletindo o eco de seu dono. Eles não têm “coisas” no caminho do seu amor e sua ligação com o Divino. Eles amam incondicionalmente… E estão constantemente fazendo serviços para nós, de formas que muitas vezes não reconhecemos. Podemos alimentá-los, prepará-los, levá-los ao veterinário para vacinas, e em troca eles acalmam nossas almas de uma forma sutil, mas perceptível.

Quanto mais estamos abertos aos dons espirituais que nossos animais de estimação trazem para nós, mais eles podem compartilhar seus dons. Animais, pela sua natureza, transmutam a energia desarmônica de stress. Eles são como faxineiros espirituais que entram em nossa consciência e enxugam as gotas do tumulto emocional derramado que o dia deixa para trás. A comunidade científica valida este conceito. Estudos têm sido feitos que mostram que pessoas com um animal de estimação se recuperam mais rapidamente de uma operação, ou que os donos idosos de animais vivem vidas mais longas e saudáveis ​​do que os que não os possuem.

A consciência do ser humano é espelhada pela consciência do animal. Quando estamos prestes a dar um salto na consciência, um animal pode entrar em nossa vida para representar essa mudança e para ajudar nessa transição. Se já temos animais de estimação e estamos passando por uma transição, por vezes, o animal pode ter um problema de saúde, pode fugir ou até mesmo morrer. O seu animal de estimação faz parte de você, está em você, e quando esses desdobramentos pesados acontecem, você pode traze-lo de volta em algum espectro parecido e com o mesmo nome, sem demorar muito pois a alma do bichinho ainda está marcada e pairando no ambiente, o animal vai desenvolvendo de volta toda a memória e se conectando novamente com sua consciência, logo você perceberá a mesma personalidade e gestos parecidos no animal, só tomem cuidado para o seu luto não atrapalhar o processo do novo corpo do bichinho, pois de fato esses tipos de desdobramentos não são fáceis de conduzir e leva um tempo todo o processo de cura.


Benefícios do animal de estimação –

Redução do stress: Experimentos nos EUA mediram os níveis de estresse em pessoas sozinhas, com seu parceiro e seu animal de estimação. Adivinha em que situação houve mais tranquilidade? A interferência positiva dos pets foi decisiva.

Diminuição da depressão: A presença do animal de estimação reduz a sensação de solidão e ansiedade. Passar uma tarde com seu pet pode melhorar seu humor consideravelmente.

Benefícios para o coração: E não estamos falando apenas de sentimentos! Além do amor que podemos criar por um animalzinho, pesquisas recentes descobriram que tê-los em casa pode reduzir a pressão sanguínea e o colesterol – ou seja, ajuda na prevenção contra doenças cardiovasculares.

Sistema imunológico: Um estudo americano mostrou que crianças que são criadas em contato com gatos têm mais resistência ao desenvolvimento de asma. O mecanismo é o mesmo das alergias: ao conviver com o animal, o sistema imunológico fica mais forte e há menos riscos de ter o problema.

Auto estima e felicidade: Ao sentir o carinho, o amor e a atenção do seu pet, o tutor se dá conta do quão importante é para a vida de seu animalzinho. Isso faz com que se sinta também mais importante e confiante! A troca de carinho entre humanos e animais tem como um dos principais efeitos o aumento da produção e liberação de serotonina e dopamina, responsáveis pela sensação de prazer e alegria.

Senso de responsabilidade: É importante lembrar que cuidar de um animal de estimação requer muita responsabilidade. A rotina envolve uma série de rituais diários e eventuais relacionados à alimentação, higiene, passeios e atenção. Assumir tais compromissos desenvolve seu lado mais responsável e pode afetar seu comprometimento em diversas outras áreas da vida.

Pet – Ao que tudo indica ‘pet‘ surgiu, por volta do fim do século 14, na Escócia e norte da Inglaterra com o sentido de ‘animal domado‘. No entanto, há registros de que em 1530 ela já era usada no sentido de ‘animal favorito‘ [animal de estimação]. Ninguém afirma com certeza, porém acredita-se que ‘pet‘ tem sua origem ligada à palavra ‘petty‘, que era usada em 1393 com o sentido de ‘small‘ [pequeno]. ‘Petty‘ vêm do francês ‘petit‘; ‘petit‘ saiu do latim vulgar ‘pittinus‘. E ‘pittinus‘ se juntou com o radical ‘pikk‘ e deu a nós, falantes de português, a palavra ‘pequeno‘.

Diferente dos totens, os pets estão conectados com o nosso teatro, enquanto os totens estão conectados ao espiritual. As duas coisas coexistem juntas, porém o totem esta ligado a ancestralidade, ao quântico da Casa e da pessoa, enquanto os pets estão conectados a forma, o binário da Casa e da pessoa.

Cada Casa possui seu pet associado a personalidade da Casa, animais ligados às conexões elevadas no teatro. O pet rege a Casa e protege seus integrantes.

Seu pet pessoal não precisa ser necessariamente o da sua Casa, por vezes o pet na qual mais nos conectamos pode ser de sua Casa ascendente ou oposta. Tudo depende do desdobramento e aprendizado de cada um.


Casa Ka –

Serpente

Pet: Serpente 

Arquétipo: Sabedoria

Sabedoria – Do latim sapere, que significa “saber” ou “sentir o gosto”. O termo “sabedoria” surgiu na língua portuguesa a partir do latim sapere, que significa “saber” ou “sentir”. No entanto, o termo latino teria se originado do grego sophos / sophía, que quer dizer “sábio”.

 

 

Casa Hu –

Gato

Pet: Gato

Arquétipo: Domínio

Domínio Do latim medieval dominus significa senhor, Deus, dono de uma casa (domus). Senhor da vida de alguém. In capite alicujus dominari: aquele que estipula como se deve viver. Faculdade de usar e dispor livremente do que é próprio. Território ou territórios pertencentes a um estado ou senhorio.

Casa Ra –

Aves 

Pet: Aves 

Arquétipo: Honra

Honra – Princípio de conduta de quem é virtuoso, corajoso, honesto; cujas qualidades são consideradas virtuosas. Princípio que leva alguém a ter uma conduta proba, virtuosa, corajosa, e que lhe permite deleitar-se de bom conceito junto à sociedade.

 

 

Casa Ptah –

Cachorro

Pet: Cachorro

Arquétipo: Lealdade

Lealdade Tem por origem o adjectivo leal, que por sua vez provém do vocábulo latino ‘legale’. O adjectivo leal significa: conforme com a lei; que não falta às suas promessas; sincero; franco; honesto; fiel; dedicado. Lealdade significa: qualidade de quem é leal; fidelidade; sinceridade; acção leal.


Tarot

Casa Ka –

Serpente

 

Já deu pra perceber que as serpentes são intrinsicamente conectadas à Casa Ka, já que o totem principal e o pet é a serpente. Entre todos os animais a cobra é a soberana no abstrato, é o pet que segura os pesos da morte com mais leveza, atravessando os lençóis da realidade de maneira na qual seu renascimento seja sempre como uma troca de pele. A cobra também está associada a “kundalini“, energia sexual e vital.

Apesar da fama de não criar laços da mesma forma que um cão ou gato, elas são extremamente sensíveis ao dono. Para fazer com que ela se sinta confortável, tudo que você precisa é permitir que ela se familiarize com sua presença e seja manuseada com frequência. A camuflagem é a especialidade desses répteis, capazes de detectar a presença de seres humanos e fugir muito antes de serem percebidos, elas têm uma “audição” acurada. Cobras despertam medo em muitas pessoas, embora a grande maioria talvez nunca venha a entrar em contato com esses animais. O medo por elas está associado a esse portal abstrato que a serpente segura, deixando a realidade mais próxima do momento da morte, onde a forma é apenas uma ilusão. Pessoas com maior domínio da torus conseguem controlar essa sensação e criar a realidade em cima da cobra, fazendo com que a serpente se sinta tranquila e segura, além de fortalecer sua mente tanto no teatro como no quântico, principalmente no quântico.

A cobra é vista como símbolo da sabedoria, entretanto, ela pode representar os dois lados da sabedoria. A sabedoria também pode ser usada para o bem e o mal. A cobra então pode representar manipulação ou perspicácia. Ela nos ensina novamente que o equilíbrio é o ponto-chave de sua cura, por isso seu veneno também é seu próprio remédio.


Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: “Foi isto mesmo que Deus disse: ‘Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim’?” Respondeu a mulher à serpente: “Pode­mos comer do fruto das árvores do jardim, mas Deus disse: ‘Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão’ “. Disse a serpente à mulher: “Certamente não morrerão! Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus, serão conhecedores do bem e do mal”. – Gênesis 3:1-5

Da mesma forma como Moisés levantou a serpente no deserto, assim também é necessário que o Filho do homem seja levantado, para que todo o que nele crer tenha a vida eterna. “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. – João 3:14-16

Foram dadas à mulher as duas asas da grande águia, para que ela pudesse voar para o lugar que lhe havia sido preparado no deserto, onde seria sustentada durante um tempo, tempos e meio tempo, fora do alcance da serpente. Então a serpente fez jorrar da sua boca água como um rio, para alcançar a mulher e arrastá-la com a correnteza. – Apocalipse 12:14-15

Então o Senhor lhe perguntou: “Que é isso em sua mão?” – “Uma vara”, respondeu ele. Disse o Senhor: “Jogue-a ao chão”. Moisés jogou-a, e ela se transformou numa serpente. Moisés fugiu dela, mas o Senhor lhe disse: “Estenda a mão e pegue-a pela cauda”. Moisés estendeu a mão, pegou a ser­pente e esta se transformou numa vara em sua mão. – Êxodo 4:2-4

“Quando o faraó pedir que façam algum milagre, diga a Arão que tome a sua vara e jogue-a diante do faraó; e ela se transformará numa serpente”. Moisés e Arão dirigiram-se ao faraó e fizeram como o Senhor tinha ordenado. Arão jogou a vara diante do faraó e seus conselhei­ros, e ela se transformou em serpente. O faraó, porém, man­dou chamar os sábios e feiticeiros; e também os magos do Egito fizeram a mesma coisa por meio das suas ciências ocultas. Ca­da um deles jogou ao chão uma vara, e estas se transformaram em serpentes. Mas a vara de Arão engoliu as varas deles. – Êxodo 7:9-12

Lembra que o Senhor guiou os israelitas à terra prometida, mas que, por causa da dureza de coração dos israelitas, muitos morreram devido às picadas das serpentes. – 17:40–42—Néfi

O Senhor disse a Moisés: “Faça uma serpente e coloque-a no alto de um poste; quem for mordido e olhar para ela viverá”. Moisés fez então uma serpente de bronze e a colocou num poste. Quando alguém era mordido por uma serpente e olhava para a serpente de bronze, permanecia vivo. – Números 21:8-9

Casa Hu –

Gato

Nenhum outro animal de estimação divide tantas opiniões como os gatos. Quem ama, se declara amante, e quem não gosta, não conhece e nunca teve um para chamar de seu. A discussão dos gatos vai muito além de serem bons companheiros, carinhosos, brincalhões ou qualquer tipo de características que usam para compará-los aos cães. São animais adoráveis, porém, são mais independentes, e isso não significa que não sejam ótimos companheiros.

O gato é um animal que simboliza a independência, a sabedoria, a sensualidade, a sagacidade, o equilíbrio. Além disso, esse animal místico representa a fusão do espiritual e do físico. Ele, com sua natureza e seu modo de agir, nos dá verdadeiras lições de vida. Não é à toa que, desde a antiguidade, é tido como símbolo místico e, em várias religiões milenares, personifica vários deuses e símbolos de magia. Os gatos são nossos guardiões no mundo invisível, assim como os cães são nossos guardiões no mundo físico. Os felinos têm a capacidade de transmutar as energias negativas do ambiente em que vivem, e das pessoas com as quais convive. Os gatos enxergam outras dimensões, por isso, às vezes param para contemplar o que não vemos. Quando nosso amigo felino fica demais em determinado lugar, provavelmente ele está percebendo a vibração negativa do local e isso é indício que a energia desse ambiente precisa ser melhorada. Se o “humano de estimação” do gato está com energia negativa, o felino sente e se aproxima dele para desencadear a transmutação (transformação) dessa vibração energética. Seu ronronar é como uma sessão de Reiki, são ótimos curandeiros.

As cores dos bichanos podem influenciar em sua personalidade, gatos brancos de olhos claros são o extremo da Luz canalizada; os laranjas tem tendência ao caos pela transmutação do vermelho através do amarelo que gera a cor laranja, são alegres porém bastante preguiçosos; os siameses é a energia da luz do gato branco em equilíbrio com a do gato laranja; o gato preto e branco é o equilíbrio das polaridades; os cinzas são o mais próximos do preto, porém mais teatrais tendo a fama de gatos com a personalidade de cachorro; enquanto os pretos tem a sétima camada da aura, são os mais evoluídos, também por refletirem o lado reptiliano. Gatos e serpentes são mais parecidos do que aparentam, são o avesso um do outro na polaridade da alma. Cor dos olhos amarelo, verde e laranja são características reptilianas, enquanto a cor azul é puramente felina. Gatos pretos também são muito conhecidos como parceiros e fieis escudeiros das bruxas.

Na Bíblia, Noé pôs na arca os casais de todos os animais (menos os gatos, pois ainda não existiam). Os ratos se multiplicaram, infestaram a arca e ameaçavam acabar com os suprimentos, matando os bichos de fome. Em desespero, Noé rezou por uma solução. Deus ordenou-lhe que fosse até o leão e o afagasse na testa. Morrendo de medo, Noé foi. Mal tocou a testa do leão, o animal espirrou e, de suas narinas, saiu um casal de gatos que salvou a arca e gerou os gatos atuais.

 

Casa Ra –

Aves

 

Os pássaros são animais sociáveis e amigáveis com seus donos e, até mesmo, estranhos. Eles costumam se apegar às pessoas com quem possuem mais contato. Sabemos que os cães e gatos, por exemplo, exigem certo cuidado e manutenção de pelos. As aves são independentes, já que elas se limpam diariamente, alisando suas penas.

Com sua visão aguçada, os pássaros sobrevoam a realidade, demonstrando domínio absoluto de cada raio que sua visão possa alcançar. A maneira como eles dominam a torus é surpreendente, apesar de parecer frágeis, quando atacam dão a sensação de perfurar a torus, causando um medo até mesmo ilógico. As vezes aves na fúria afugentam até mesmo os cachorros. São criaturas mágicas, apesar de serem opostas a serpente, a maneira fria de se relacionar com o ser humano é muito parecida, podem parecer superficiais, mas seu contato é muito profundo e vital.

O pássaro simboliza a inteligência, a leveza, o divino, a alma, a liberdade, a amizade. Traduz um simbolismo de angelitude, espiritualidade e estado superior. Os pássaros inspiraram os humanos ao longo da história com sua habilidade de se elevar acima da Terra. Por possuírem asas e o poder de voar, em muitas culturas são considerados mensageiros entre o céu e a terra. O pássaro, opõe-se à serpente, como o símbolo do mundo celeste ao mundo terrestre. Na cultura islâmica os pássaros representam os símbolos dos anjos, uma vez os anjos possuem asas e podem chegar aos céus. No alcorão, o termo “pássaro” é encontrado como sinônimo de “destino”, o pássaro é visto como o símbolo da imortalidade da alma por meio de seu papel mediador entre o céu e a terra. Para os celtas, os pássaros seriam os mensageiros ou auxiliares dos deuses, simbolizando assim a liberdade divina. Para os hindus, os pássaros eram símbolo da amizade entre os deuses e os seres humanos. Na África, os pássaros significam a força, a vida e a fecundidade. É bem comum encontrar desenhos destas aves em variados ornamentos, assim como em máscaras e vasos. De acordo com os africanos, após a morte a alma se transforma em uma forma de pássaro. Esse ícone de alma-pássaro também iremos encontrar nas crenças egípcias. Não podemos deixar de citar também o mito da fênix, símbolo da alma no Egito, era um pássaro de fogo, composta de força vital que figurava no cimo da árvore cósmica, assim como a serpente está na sua base. Os ninhos dos pássaros são associados com o paraíso, com a moradia suprema, com o refúgio oculto e inacessível.

Os pássaros, de uma maneira geral, podem representar as almas libertas de retorno para o mundo celeste que estão aguardando a reencarnação. A simbologia dos pássaros noturnos também se destaca, pois representa as almas do outro mundo, ou seja, daqueles mortos que não encontram descanso e que retornam para perto de suas antigas residências no período da noite. São considerados, por isso, mensageiros da escuridão.

Os pássaros cantando à noite podem ter um significado especial relacionado ao seu senso de liberdade, perspectiva e sua conexão com a natureza. Muitos espíritos também aparecem na forma de pássaros, o que significa que eles podem receber uma mensagem de seus guias espirituais ou um amado falecido.

“Vejam os passarinhos que voam pelo céu: eles não semeiam, não colhem, nem guardam comida em depósitos. No entanto, o Pai de vocês, que está no céu, dá de comer a eles. Será que vocês não valem mais do que os passarinhos?” (Mateus 6.26).

Casa Ptah –

Cachorro

O cachorro está associados a alma da criança, portanto é um ser de extrema pureza, eles nos ensina o amor incondicional, intenso em todos os modos, positivos e negativos. Domina a habilidade de dar forma, eles conseguem visualizar tudo e trazer para a lógica no teatro de uma maneira praticamente humana.

O cachorro é da espécie Canis familiaris, da família dos Canídeos que é composta de lobos, chacais, coiotes e raposas e engloba a grande variedade de raças domésticas de cães, distribuídas pelo mundo, que se diferenciam umas das outras pelas distintas características, origens e temperamentos. Em comum, as várias raças de cachorros e suas misturas que deram origem aos SRD (cães sem raça definida), têm a capacidade de adaptação, empatia e convivência com os seres humanos. Por isso, esse animal tem assumido significados profundos e importantes ao longo da história.

O cão é um animal símbolo de fidelidade e companheirismo, representa coragem, diversão, sociabilidade, lealdade, vigilância, inteligência e proteção. Como o primeiro animal domesticado, ele apresenta grande relevância como um companheiro tanto doméstico quanto de trabalho dos seres humanos, principalmente por causa das suas habilidades de caça.

Considerado o fiel amigo e companheiro do homem desde tempos muito longínquos, o cão tem uma simbologia que está presente em quase todas as culturas antigas do mundo. Associado à passagem entre a vida e a morte, guia das almas dos homens no seu percurso até ao paraíso ou guardião das portas do inferno, o cão é um símbolo do oculto e das artes adivinhatórias. Companheiro em vida, cumpre-lhe ser o guia dos seres humanos no mundo dos mortos. Acreditava-se que pelo fato de serem dotados de um apurado faro, era possível aos cães determinarem a pureza das almas e assim admiti-las ou não na presença dos deuses. Esta é a função mais antiga do cão na simbologia das culturas do mundo.

Na Bíblia, os cães guardam os rebanhos e protegem as propriedades, menos animais domésticos domesticados e mais animais trabalhadores. Os porcos eram impuros, tanto ritualmente quanto como alimento (Lv 11: 7), mas os cães eram a personificação da gula, necrófagos enviados por Deus para rasgar e devorar. No entanto, há também um significado espiritual positivo para os cães: a Bíblia diz que todos os nossos pecados podem ser curados após as confissões. E isso está sendo representado como um cachorro lambendo nossas feridas para curá-las. (…) Os cães são um símbolo válido de fé, obediência e lealdade. 

 

Compartilhe sua história!
Escreva nos comentários sua Casa e seu Pet, não precisa ser necessariamente o mesmo da Casa, por vezes o pet na qual mais nos conectamos pode ser de sua Casa ascendente ou oposta, ou até mesmo de nenhuma das Casas. Tudo depende do desdobramento e aprendizado de cada um.

 

Escolha dos Pets por Bob Navarro.

Arte: Michelly

Ps: Após o encerramento mensal da série Casas EDL, será vendido na loja da escola o Tarot das Casas impresso com todas as cartas e manual de como jogar. Previsão para 2023.

Lista das Cartas –

Tarot – Casas EDL

01-  Ascendente ✅

02- Os Chakras e as Cores ✅

03-  Totens ✅

04-  Armas ✅

05-  Os Elementos ✅

06- As Estações ✅

07-  Os Sentidos ✅

08-  Virtudes e Pecados ✅

09- Navegação ✅

10- Pedras e Amuletos ✅

11- Os 4 Humores ✅

12- Pets ✅

13-  Expansão Ritual

14- Vestes Ritual 

15-  Ferramentas Mágicas

16-  A Banda 

17-  As Deusas 

* Lista de Cartas pode atualizar

 

Veja também:

Casas EDL – Ascendente (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – Os Chakras e as Cores (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – Totens (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – Armas (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – Os Elementos (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – As Estações (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – Os Sentidos (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – Virtudes e Pecados (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – Navegação (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – Pedras e Amuletos (Ka, Hu, Ra, Ptah)

Casas EDL – Os 4 Humores (Ka, Hu, Ra, Ptah)

 

 

Façam o Provão EDL + Teste das Casas no final!!!

Seja membro: www.unebrasil.com.br

Sigam as redes sociais oficiais das Casas:

Instagram Casa Ka / Facebook Casa Ka

Instagram Casa Hu / Facebook Casa Hu

Instagram Casa Ra / Facebook Casa Ra

Instagram Casa Ptah / Facebook Casa Ptah

 

 

 

 

Portais

cristolucifer.com.br
escoladelucifer.com.br
unebrasil.com.br
unebrasil.org
unebrasil.net
congressoonline.org
querovencer.unebrasil.com.br

 


Luz p’ra nós!

 

 


Compartilhe a Verdade
Escola de Lucifer - Unebrasil | Newsphere by AF themes.